dermatologia

Dermatologia

Você já pensou “será que devo ir no dermatologista?”. Se essa pergunta passou por sua cabeça, é sinal de que você já teve algum problema de pele, unhas e cabelo, ou pelo menos ficou em dúvida se alguma alteração era normal ou não.

O grande problema de tudo é que a maioria dos pacientes só procuram um especialista quando o problema já está muito avançado, o que dificulta o tratamento e pode ter consequências graves, como câncer de pele, por exemplo.

Por isso, é muito importante buscar atendimento dermatológico o mais breve possível ao observar alguns sinais e alterações.

O dermatologista atua no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças, além de orientar sobre cuidados gerais e trabalhar na manutenção da beleza da pele.

Algumas situações que os dermatologistas tratam são: acne (espinhas), manchas, melasma, alergias, micoses, rosácea, vitiligo, pintas, câncer da pele, estrias, flacidez, linhas de expressão e envelhecimento da pele.

É uma especialidade indicada para atuação em procedimentos médicos estéticos e cirúrgicos.

Esse profissional executa com habilidade e capacitação inúmeros procedimentos cosméticos, dentre os quais:

  •  Aplicação de toxina botulínica;
  • Aplicação de preenchimentos;
  • Laser para rejuvenescimento;
  • Laser para vasinhos e manchas da pele;
  • Peelings;
  • Microagulhamento;
  • Tratamentos para cicatrizes de acne;
  • Depilação a laser;
  • Tratamentos corporais para flacidez e celulite.

Além dos tratamentos conceituais, os dermatologistas são pioneiros na realização de procedimentos cosméticos e desenvolveram ou aperfeiçoaram técnicas atualmente consagradas. É o caso do uso de preenchedores e toxina botulínica para rejuvenescimento facial, uso do laser para tratamentos cosmiátricos e outros.

Esta área da dermatologia realiza procedimentos cirúrgicos em consultório ou centro cirúrgico de pequeno ou médio porte, entre eles:

  • Biópsia de pele;
  • Crioterapia;
  • Criocirurgia;
  • Retirada de pintas;
  • Retirada de tumores benignos e malignos;
  • Retirada de cistos;
  • Eletrocoagulação;
  • Curetagens;
  • Infiltrações intralesionais;
  • Cirurgias de unhas;
  • Correção de fissura de orelhas;
  • Transplante Capilar;
  • Transplante de Barba.

É uma doença silenciosa, e por isso tão perigosa.

Existem 3 tipos de câncer de pele:

  • Carcinoma Basocelular: tem o comportamento mais benigno entre os cânceres de pele. É um tumor que, geralmente, ocorre em áreas do corpo onde se toma mais sol, como o rosto, braços, tórax e dorso.
  • Carcinoma Espinocelular: também, causado pelo sol e por traumatismos constantes. Raramente gera metástases, e pode ocorrer na pele e mucosas (boca, lábios e genitais).
  • Melanoma: é o tumor de pele de comportamento mais maligno, e pode ser originado de pinta já existente ou aparecer como lesão nova. Geralmente, ocorre em regiões do corpo onde se toma sol ou áreas de trauma, como rosto, costas, couro cabeludo, pés, mãos e unhas.

Existem alguns fatores de risco relacionados ao câncer de pele: a exposição à radiação ultravioleta, principalmente em horários impróprios e sem a proteção devida; a idade, já que a doença costuma aparecer mais frequentemente a partir dos 50 anos, o histórico familiar, já que há uma tendência genética; e o histórico pessoal, uma vez que indivíduos que já tiveram essa complicação são mais propensos a desenvolver novamente a doença.

Embora o câncer de pele seja um dos mais frequentes entre os brasileiros, equivalendo a 30% dos tumores malignos, as chances de cura são grandes, principalmente quando é diagnosticado cedo.

Existem alguns sinais de alerta em relação às pintas que ajudam a diagnosticar o câncer de pele ainda no início, como os da regra do ABCD:

A – Assimetria: quando se traça uma linha no meio do sinal e metade da pinta é diferente que a outra;

B – Borda: quando a pinta tem uma borda que você não consegue delimitar bem seu limite;

C – Cor: quando a pinta tem mais de uma cor;

D – Diâmetro: quando for maior do que 6 mm.

Se você observar alguns destes sinais, procure o dermatologista para analisar sua pinta, e, se preciso, definir a abordagem para o tratamento do câncer de pele.

Cuidar da sua pele não é nenhum capricho e sim uma necessidade cotidiana. Por isso, agende uma avaliação ou faça-nos uma visita, a FEM Clínica possui duas unidades para melhor lhe atender e diversos especialistas na área para lhe oferecer o diagnóstico mais preciso possível!

Saiba mais sobre os nossos tratamentos e procedimentos, agente uma consulta

Faça uma visita!

Dra. Jucele Bettin
Resp. Técnico. CRM 103.455 – RQE 68.561
Membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Este site obedece as orientações do Conselho Federal de Medicina e do Código de Ética Médica, que proíbe a apresentação de fotos de pacientes, resultados ou procedimentos. As informações nele contidas podem variar conforme cada caso e representam apenas uma ideia genérica do atual estágio das técnicas apresentadas, não substituindo, em hipótese alguma, uma consulta médica tradicional e muito menos representando promessas de resultados. Todos direitos reservados.

CLÍNICA FEM 2019 – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

DESENVOLVIDO POR MELHOR KLICK